O que é Mecânico de Autos?

O QUE É?

O mecânico é o profissional cuida da manutenção de veículos, motocicletas, motores e similares, desmontando, reparando, substituindo, ajustando e lubrificando o motor e peças anexas, órgãos de transmissão, freios, direção, suspensão e equipamento auxiliar, para assegurar-lhes condições de funcionamento regular. Esses profissionais utilizam ferramentas e instrumentos apropriados, para recondicionar o veículo e assegurar seu funcionamento regular. Essa profissão sofreu grandes transformações com o decorrer dos anos, limpou seu ambiente de trabalho, organizou sua clientela e aprendeu que para continuar no mercado é preciso se atualizar sempre.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Para ser um mecânico, é importante ter além da habilidade, conhecimento técnico, noções de física e matemática, informática, metodologia na hora do conserto, e até mesmo um pouco de inglês e espanhol para auxiliar na leitura de manuais e apostilas técnicas. Também, é interessante que apresente as seguintes características: Agilidade Vocação Flexibilidade Capacidade de adaptação a novas situações Habilidade com máquinas e motores Atenção a detalhes Interesse por novas técnicas e tecnologias Raciocínio espacial e abstrato desenvolvido Habilidade para trabalhar em equipe Interesse em construir coisas Capacidade de concentração Senso prático Interesse por computadores Iniciativa Precisão Dinamismo Capacidade de organização

QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

Para atuar como mecânico, não é necessário ter diploma em graduação, porém a educação básica é importante. Cursos profissionalizantes são oferecidos pelo mercado. Além dos cursos, é muito importante que o profissional esteja sempre atualizado com o mercado, pois cada vez mais surgem inovações nessa área.

PRINCIPAIS ATIVIDADES

Entre as atividades de um mecânico estão: Projetar máquinas, equipamentos e processos produtivos Observar o veículo, inspecionando-o diretamente ou por meio de aparelhos ou banco de prova, para determinar os defeitos e anormalidades de funcionamento da viatura Estudar o trabalho de reparação a ser realizado, valendo-se de desenhos, esboços e especificações técnicas ou de outras instruções, para planejar o roteiro de trabalho Fazer o desmonte e limpeza do motor, órgãos de transmissão, diferencial e outras partes que requeiram exame, seguindo técnicas apropriadas e utilizando chaves comuns e especiais, jatos de água e ar e substâncias detergentes, para eliminar impurezas e preparar as peças para inspeção e reparação Proceder à substituição, ajuste ou retificação de peças do motor, como anéis de êmbolo, bomba de óleo, válvula, cabeçote, mancais, árvores de transmissão, diferencial e outras, utilizando ferramentas manuais, instrumentos de medição e controle e outros equipamentos, para assegurar-lhes as características funcionais Executar a substituição, reparação ou regulagem total ou parcial do sistema de freio (cilindros, tubulação, sapatas e outras peças), sistema de ignição (distribuidor e componentes, fiação e velas), sistema de alimentação de combustível (bomba, tubulações, carburador), sistemas de lubrificação e de arrefecimento, sistema de transmissão, sistema de direção e sistema de suspensão, utilizando ferramentas e instrumentos apropriados, para recondicionar o veículo e assegurar seu funcionamento regular Afinar o motor, regulando a ignição, a carburação e o mecanismo das válvulas, utilizando ferramentas e instrumentos especiais, para obter o máximo de rendimento e regularidade funcionais Montar o motor e demais componentes do veículo, guiando-se pelos desenhos ou especificações pertinentes, para possibilitar a utilização do mesmo Testar o veículo uma vez montado, dirigindo-o na oficina, para comprovar o resultado da tarefa realizada Providenciar o recondicionamento do equipamento elétrico do veículo, o alinhamento da direção e regulagem dos faróis, enviando, conforme o caso, as partes danificadas a oficinas especializadas, para complementar a manutenção do veículo Recondicionar peças, utilizando tornos, limadoras, máquinas de furar, aparelhos de soldagem a oxigás e elétrica e ferramentas de usinagem manual em bancada Executar tarefas simples nas instalações elétricas e no quadro do veículo Especializar-se na recuperação e manutenção de um tipo determinado de motor ou em uma parte do veículo, como suspensão, direção ou freio, e ser designado de acordo com a especialização.

ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

Este profissional pode atuar: Em concessionárias de marca Mecânicas em geral Montadoras de automóveis

MERCADO DE TRABALHO

Esta é uma área do mercado de trabalho que está bastante em alta, mas as empresas e os clientes estão exigindo desse profissional cada vez mais um perfil diferenciado. O conhecimento é o que conta na hora de conseguir um bom emprego e isso se conquista com cursos numa boa escola de mecânica. Hoje em dia o mecânico precisa saber o que está ocorrendo, se informatizar, porque os automóveis têm alta tecnologia, que nada mais são do que itens computadorizados.

CURIOSIDADES

Em 1904, existiam no mundo aproximadamente 55.000 veículos. Em 1908 foi adotada a primeira legislação referente ao licenciamento de condutores de veículo em Rhod Island. O grego Homero (VIII a.c.) e Leonardo da Vinci (1452-1519), chegaram a descrever o carro, mas somente em 1769 o francês Nicolas-Joseph Carnot fez o triciclo com o motor a vapor do escocês James Watt. O primeiro Código de Trânsito do Brasil, foi o Decreto -Lei nº 3.671 de 25 de setembro de 1941, mas de maneira esparsa, algumas Leis já tratavam do trânsito desde 1910, como Decreto nº 8.324 de 27 de outubro daquele ano, que cuidava do serviço subvencionado de transporte por automóveis. Aconteceu em 1903 a primeira viagem de automóvel entre as cidades de São Francisco e Nova York. Levou exatos 52 dias.

DEFINIÇÃO E A IMPORTÂNCIA DO OPERADOR LOGÍSTICO

direta_operador_logística_2

O operador logístico é o fornecedor de serviços logísticos especializado em gerenciar todas as atividades logísticas ou parte delas nas varias fase da cadeia de abastecimento de seus clientes, agregando valor ao produto dos mesmos, e que tenha competência para, no mínimo, prestar simultaneamente serviços nas três atividades consideradas básicas: controle de estoque, armazenagem e gestão de transporte.O operador também é responsável por parte do fluxo logístico devendo propiciar a continuidade deste, mesmo e as atividades forem realizadas pela própria empresa, cliente ou terceiro.

Uma outra definição seria que um operador logístico é um fornecedor de serviços logísticos integrados (transporte, armazenagem, esctocagem, informaçao) que busca atender com total eficácia as necessidades logísticas de seus clietnes de forma individidualizada, no caso as empresas nessa área. Devemos ter bastante cautela ao dizer que uma empresa de PSL é um Operador Logístico. Por exmplo, ao citarmos uma transportadora, imediatamente fazemos uma ligação à logística e dizemos que é uma prestadora de serviços logísticos, porém não pode ser considerada um operador logístico.

Em função da importância que vem sendo assumida pela logísitica empresarial como instrumento de competitividade, da crescente tendência à terceirização das atividades log´siticas e do uso generalizado e indiscriminado que vem sendo feito da figura do Operador Logístico, no mercado de serviços logísticos

IMPORTÂNCIA

A logística, incluindo a prestação de serviço, é ainda, um setor em fase de crescimento e de transformação. Isso é resultado da propensão mais intensa de as empresas terceirizarem serviços de uma maneira geral, quando antes os realizavam por conta própria. A tendência rumo a uma maior competitividade nesse mercado global, está forçando as empresas a desenvolverem estratégias para adequarem seus produtos para competirem com mais eficária e eficiência, maximizando os recursos no processo produtivo.
Sua importância fundamentalmente, de fato, surge pela causa de muitas empresas não terem o capital necessário para se investir adequadamente em um armazém. Afinal, a logística é cara. Envolve uma boa quantidade de verba. As atividades logísticas requerem uma aplicação intensiva de capital. Para mover e armazenar materiais e distribuir produtos é necessário muito espaço de armazenamento, equipamentos, mão-de-obra e cada vez mais são necessários também computadores com hardware e software específico. Começou com a construção de armazéns para vendas de serviços logísticos, e com a terceirização, se obtém um custo baixo. No Brasil se tem a versão mais simples de Operadores Logísticos. Em outros países (EUA por exemplo) o operador logístico também realiza atividades de Marketing.

ATIVIDADES & CLASSIFICAÇÃO

Atividades que podem ser ofertadas pelos operadores logísticos:

  • Transporte e, serviços auxiliares em caso do transporte internacional
  • Armazenagem
  • Manipulação de produtos, embalagem, identificação.
  • Operações industriais, como montagem final, testes de qualidade, etc.
  • Operações comerciais, como recebimento e tratamento de pedidos, de pagamentos, realização de propagandas, etc.
  • Serviços informacionais, como administração de estoques, rastreamento de veículos, etc.
  • Consultoria em engenharia e administração logística.

Os operadores logísticos também fornecem suportes físicos e infra-estruturas, tais como:

  • Caminhões;
  • Armazéns;
  • Serviços de mão-de-obra e gestão;
  • Serviços específicos (em alguns casos) incluindo:
    • Gestão do inventário;
    • Preparação da produção;
    • Planejamento estratégico da distribuição;
    • Aquisição de locais;
    • Disposição do armazém.

MOTIVOS PARA SER UM POLICIAL CIVIL

01

A Estabilidade

Por fazerem parte do serviço público, os policiais têm direito à estabilidade, o que significa que não podem ser demitidos como ocorre em uma empresa privada, onde o patrão, mesmo sem justa causa, pode dispensar seu funcionário. Para que um policial seja demitido, é preciso que haja todo um processo administrativo que prove que ele cometeu uma infração que o incompatibiliza com a profissão, sendo penalizado com a demissão.

Liderança Social

Geralmente o policial é tido como referência na comunidade que convive: por serem agentes do Estado com certos poderes e prerrogativas, tendem a ser respeitados como tal, possibilitando se destacar como lideranças locais – lembrando sempre que este status gera algumas responsabilidades.

Salário Garantido

No passado recente do país não existe histórico de polícias que tenham atrasado o salário dos seus policiais. Mesmo geralmente não ganhando o que exige a função, os policiais têm a garantia mensal de recebimento, o que facilita operações de crédito como financiamentos, consórcios, empréstimos etc (que, se necessárias, devem ser planejados com toda cautela).

Serviço público

Embora nem sempre seja reconhecido pelo que faz, a maioria dos policiais têm orgulho do trabalho que desempenha. Isto porque é do cotidiano policial servir a pessoas que passam por dificuldades onde até mesmo suas vidas estão em jogo. Se a polícia é criticada muitas vezes gratuitamente por alguns setores da sociedade, compensa enfrentar estas insatisfações no sentimento de agradecimento de uma vítima que o policial salva em uma ocorrência.

Carreira

A profissão policial é organizada em carreiras. Em algumas corporações esta promoção ocorre mais rápido que outras. Mas sempre há esta progressão na carreira, garantindo aumento salarial e mudança nas funções exercidas.

Companheirismo

Policiais dificilmente ficam necessitados e desabrigados: por ser uma profissão em que muitos homens e mulheres atuam, passando por necessidades juntos, existe um sentimento de família entre os colegas. Não dá para imaginar um policial chegar em qualquer cidade do Brasil (ou até do mundo) e não encontrar uma delegacia ou quartel para ter apoio e ajuda.

 

Razões para fazer um concurso público

02

Estabilidade financeira

É possível ter certeza do quanto você receberá por mês, fazer planos para o uso desse valor, e correr menos riscos de se deparar com uma crise financeira.

Bom salário

Ser servidor pode garantir um bom salário, pois há uma valorização maior do trabalho comparado à alguns cargos em empresas privadas.

Benefícios

Os benefícios variam de acordo com cada órgão, entre eles estão: auxílio-transporte, auxílio-alimentação, plano de saúde, auxílio-creche, auxílio-maternidade etc. Além disso, a licença à maternidade tem um período maior, alguns tem plano de carreira (garantida a promoção), horário diferenciado, licença à capacitação (normalmente de 3 meses), creche, transporte para os funcionários, férias de trinta dias, 13º salário etc.

Segurança

Após completar três anos de efetivo exercício no serviço público, o servidor não pode ser mandado embora, a menos que cometa alguma falta muito grave.

Oportunidade para todas as idades

Iinfelizmente o mercado de trabalho é muito seletivo, e muitos empresas usam a idade como critério de avaliação na hora de escolher o funcionário, que pode ser “velho demais” ou “muito novo” para trabalhar. Já na carreira pública, normalmente é preciso ter no mínimo 18, e no máximo 69, com exceção de alguns cargos.

Vagas para Deficiente Físico

Para os deficientes físicos o concurso público é uma das maiores oportunidades de trabalho, pois praticamente todos os processos seletivos tem vagas destinadas à eles, diferente da maioria das empresas privadas, que não contratam pessoas tenham alguma restrição física ou mental.

Horário fixo

Sempre há o horário certo de entrar e sair, assim como o intervalo para refeições. A não ser que algo tenha ficado pendente e precisa ser resolvido após o horário de expediente.

Aposentadoria

Os servidores tem direito à aposentadoria do mesmo valor que o salário, porém sem alguns auxílios. Mas é uma ótima garantia de estabilidade mesmo depois de parar de trabalhar.

Sem experiência anterior

Muitos lugares avaliam um profissional por suas experiências profissionais, por isso muitos jovens reclamam das poucas oportunidades, pois como terão experiências se estão no início da vida profissional? Já nos concursos públicos não é necessário ter um currículo cheio de experiências, a única exigência para alguns cargos, são as habilidades específicas.

Ajudar no crescimento do país

Ser servidor público pode ser uma forma de ajudar o país, independente da área de atuação.

Diante de tantos motivos para se tornar um servidor público, o importante mesmo é ir atrás do seu objetivo e não desistir!

O QUE FAZ O ELETRICISTA INDUSTRIAL?

direta_eletrica_industrial

A PROFISSÃO ELETRICISTA

O Eletricista pode seguir, basicamente, três áreas de atuações: Predial, Residencial ou Industrial e o que podemos adiantar é que independente da área escolhida, este profissional contará com a responsabilidade de executar tarefas como por exemplo:

  • Manutenção Corretiva/Preventiva e Preditiva
  • Elaboração de pequenos projetos
  • Execução de instalações
  • Elaboração de propostas comerciais
  • Vistoria de instalações, etc..

Se fossemos listar aqui a atribuição profissional de tudo o que o eletricista em suas diversas áreas e seguimentos faz, escreveria um texto gigantesco, o intuito é abranger de uma forma genérica e transparente para que seja possível tirar dúvidas e auxiliar alguns de vocês na tomada de decisão na escolha de uma profissão que eu enxergo como profissão de sucesso.

MANUTENÇÃO

Podemos definir a Manutenção da seguinte maneira:

Manutenção é a combinação de todas as ações técnicas e administrativas, incluindo supervisão, destinadas a manter ou recolocar um item em estado no qual possa desempenhar uma função requerida (Fonte:http://wikipedia.org)

O profissional da área elétrica poderá estar direcionado para área de manutenção e para ser sincero, a grande maioria dos profissionais que decidem atuar na indústria decidem seguir esta área de atuação (principalmente pelo salário que normalmente é bem vantajoso). Normalmente para atuar com eletricista de manutenção o profissional deverá ter conhecimentos em Instalações Elétricas para o desenvolvimento de instalações e infraestrutura de por exemplo redes de alimentação de máquinas, ponto de distribuição de energia, tomadas e iluminação de uma residência entre outros. Também será exigido deste o conhecimento emComandos Elétricos que o auxiliará principalmente na área industrial onde todo o desenvolvimento de lógicas de funcionamento e automação é em função de comandos elétricos mas o profissional da área Predial ou Residencial também vai se deparar com comandos elétricos quando estiver realizando uma manutenção em um sistema de bombeamento de água ou em uma automação residencial, entre outros.

A Manutenção pode ser dividida em três:

  1. Manutenção Preventiva, onde o objetivo é inspecionar e realizar ações que mantenham a instalação ou equipamento em funcionamento eliminando situações que podem vir a ocasionar possíveis defeitos. Desde simples limpezas à verificação completa de conexões em cabos e conectores em geral podem contemplar uma manutenção preventiva.
  2. Manutenção Preditiva, neste caso estamos tratando de uma manutenção com planejamento e acompanhamento dos equipamentos e dispositivos pois neste caso é acompanhado todos ou quase todos os dispositivos de acordo com sua vida útil e a substituição destes é em função deste fator, por exemplo, se um termostato tem vida útil de 20 mil horas estipulada pelo fabricante, quando atingir esta quantidade de horas ou uma quantidade estipulada pelo planejador da manutenção, o termostato será substituído independente de estar ou não funcionando.
  3. Manutenção Corretiva, este tipo de manutenção é bem mais conhecida e não é por menos, trata-se de recuperar o funcionamento de um dispositivo, equipamento ou instalação após esta apresentar defeito, ou seja, consertar depois que deixou de funcionar, se observarmos, a maioria das vezes que possuímos a necessidade de intervir com uma manutenção corretiva significa que não foi realizada uma manutenção preventiva e/ou preditiva corretamente.

PEQUENOS PROJETOS

Que o Eletricista não é projetista você já sabe correto? Mas isso não significa que o eletricista não terá que desenvolver pequenos projetos, por exemplo, dimensionar a partida de um motor elétrico ou mesmo a instalação elétrica residencial. O fato é  que no dia a dia seja um profissional de muita experiência ou não, terá que interagir com dimensionamentos e projetos para realizar instalações e/ou manutenções.

PROPOSTAS COMERCIAIS

É fato que o profissional da área elétrica tem muita facilidade em prestar serviços de forma autônoma e que pode ser considerado como muito rentável, mas muitos fatores são levado em conta na hora de você decidir realizar a prestação de serviços, recentemente publicamos um artigo que contempla como desenvolver um orçamento de mão de obra para a instalação elétrica de uma residência. Note que sua experiência é valiosa e poucos fazem um serviço igual ao seu então valorize seu trabalho mas prove ao seu cliente sua capacidade técnica e seja transparente elaborando um orçamento detalhado, seja para a instalação elétrica de uma instalação residencial seja para a instalação de uma máquina no ambiente industrial.

INSPEÇÃO DE INSTALAÇÕES

Além de realizar instalações, montagens de painéis e infraestrutura o Eletricista deve saber inspecionar, realizar vistorias em instalações existentes para checar a segurança e a eficácia dos dispositivos, fiações e equipamentos que contemplam a instalação. Muitas empresas, depois da implantação da Norma Regulamentadora NR10, contratam profissionais da área elétrica simplesmente para realizar vistorias e checar suas instalações elétricas para adequar com as exigências da NR10.

 CONCLUSÃO

O Eletricista possui diversas áreas de atuação, mas é fato que, esta profissão é e será sempre muito bem requisitada, podemos dizer que não existe automação que substitua esta mão de obra e é sem sombra de dúvidas uma profissão que permite você iniciar um trabalho autônomo com um investimento inicial muito, mas muito baixo em relação as demais profissões.

Crédito: Engº Everton Moraes

Inspetor de Qualidade

direta_inspetor_qualidade

Cada vez há maior preocupação com o bem-estar da população e por isso, os governos investem no apertamento das legislações e controles de qualidade para garantir que a população consome ou compra o máximo possível de produtos de qualidade, para manter índices de satisfação e de saúde positivos.

O Inspetor de Qualidade investiga e inspeciona determinado produto, fábrica, estabelecimento ou negócio para confirmar que as suas atividades e qualidade estão de acordo com os padrões regulamentados para garantir a segurança, satisfação e saúde do cliente direto ou indireto.

Algumas empresas podem procurar Inspetores de Qualidade para garantir a qualidade dos seus produtos, ou podem pertencer a empresas ou grupos pertencentes ao governo com o objetivo de investigar a qualidade de vários negócios, como lojas, restaurantes, fábricas, produtoras, entre outros.

O QUE SÃO CURSOS PROFISSIONALIZANTES?

Esse tipo de formação abre portas do mercado de trabalho mesmo que você não tenha feito uma graduação

Os profissionalizantes são os cursos que você pode fazer para se especializar em alguma área e começar a trabalhar o quanto antes. Existem três possibilidades, que são os cursos livres, os técnicos e os tecnólogos, sendo que todos têm duração menor do que uma graduação. Além disso, muitos profissionalizantes podem ser cursados por quem não terminou o ensino médio, o que abre mais portas se você não concluiu essa formação. Entenda as diferenças entre eles estes cursos e descubra qual é a melhor opção para a sua carreira.

Cursos livres

São os profissionalizantes para qualificação e profissionalização, como os cursos de aperfeiçoamento, atualização e específicos. Quem opta por ele, ganha um direcionamento maior para a carreira que pretende seguir ou que já está seguindo. Os cursos livres não dependem da sua escolaridade, ou seja, dá para entrar mesmo se você não completou o ensino médio.

Indicação: para quem está entrando no mercado de trabalho e pode investir nos cursos livres de qualificação. Já os de profissionalização são ideais para quem já trabalha ou pretende mudar de área, pois eles oferecem uma atualização do mercado de trabalho.

Cursos técnicos

Diferentemente dos cursos livres, o técnico exige uma formação escolar mínima, que é a conclusão do Ensino Médio, e você só ganha o diploma de técnico após terminar o colegial. Com duração entre um e dois anos, o curso técnico costuma ser bastante procurado por quem quer entrar rapidamente no mercado de trabalho.

Indicação: para estudantes ou profissionais que buscam uma formação com foco na prática. Existem cursos técnicos dentro de várias áreas, por isso, procure quais estão cadastrados no site do Ministério da Educação, além de pesquisar referências e vagas do setor que escolher. Na dúvida, confira aqui quatro dicas que vão ajudá-lo a definir um curso técnico.

Cursos tecnológicos

Estes são os superiores de tecnologia, que podem ser feitos apenas por quem já concluiu o ensino médio porque são cursos de graduação. A diferença do tecnólogo para a graduação tradicional é a carga horária menor, pois eles podem ser concluídos em dois anos. Além disso, as disciplinas são pensadas de acordo com a necessidade do mercado de trabalho.

Indicação: para estudantes que terminaram o ensino médio e procuram uma graduação que possa ser concluída rapidamente, mas que traga uma especialização em determinado assunto.

3 motivos para fazer um curso profissionalizante 

1. Custa menos do que uma faculdade. Então, ele vale muito a pena se você não tem o dinheiro necessário para pagar a graduação, pois permite a especialização em algum tema.

2. Tem duração média de dois anos. Ideal para quem não pretende passar três ou quatro anos estudando antes de entrar no mercado de trabalho.

3. O conteúdo é voltado para a prática. Diferentemente da graduação, o profissionalizante direciona o aluno para o dia a dia de trabalho, dando menos atenção para a teoria. “O mercado procura candidatos que estejam prontos a assumir as funções e que saibam o que fazer se contratados. O foco na prática profissional destes cursos traz esta visão, fazendo com que estes alunos sejam muito procurados pelas empresas”, explica Ana Kuller, coordenadora de educação do Senac São Paulo.

Fonte: KONKERO